quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Highlander:Primeiras imagens da nova revista

             
Então, saiba um pouco mais sobre a revista de Brian Ruckley(roteiro) e Andrea Mutti(arte)
Os imortais de Highlander vão voltar nos quadrinhos em agora um universo coeso, que pode ou não adotar a serie de tv, mas vai levar em consideração como base somente o primeiro filme de 1986.

Com o sucesso dos doze números de Highlander pela Dynamite e uma mini serie, agora  IDW conseguiu os direitos para fazer uma serie de quadrinhos, que vai se basear no primeiro filme de 1986, porem Connor MacLeod não será o ultimo, mas continuará enfrentando outros imortais, quando perguntada se a popular serie de tv dos anos 90 vai ser utilizada, a editora disse que em parte, mas que poderemos ver novamente Duncan MacLeod (aprendiz e compatriota de Connor), 

O escritor escocês Brian Ruckley vai ficar nos roteiros da revista, que vai ter diversos flashbacks mostrando como Connor MacLeod chegou nos EUA e o modo que ele esconde sua imortalidade das outras pessoas, tentando dar um clima parecido com o primeiro filme, já a arte ficará por conta de Andrea Mutti que fez as propagandas da revista.


terça-feira, 22 de novembro de 2016

Diretor Chad Stahelski fala sobre dirigir o reboot Highlander

A search for new scribes to work with Stahelski is about to get underway.
Chad Stahelski recentemente assumiu como Diretor do Reboot de Highlander

O diretor que ficou conhecido pelo filme John Wick aceitou dirigir o reboot de Highlander pela Lionsgate, em entrevista o diretor disse que é fã da franquia desdo tempo em que era adolescente e viu nos cinemas, segundo o diretor o filme para ele foi espetacular repleto de temas como amor, imortalidade, coragem e heroísmo, sem falar de uma mitologia espetacular criada, em seguida disse que entendeu o problema da franquia, já que o primeiro filme é completamente fechado, porem falou que a serie de tv conseguiu honrar a franquia, mas que todas as continuações do primeiro filme no cinema foram de medianas para fracas, porem o diretor não quis comentar a respeito do roteiro e qual historia vai seguir.

Neal H. Moritz e Peter Davis (que ficou conhecido pela serie de tv dos anos 90 de Highlander) vão ser os produtores, supostamente esse será o primeiro filme da franquia com um grande orçamento, a Lionsgate bem como a Universal estão apostando alto em criar uma franquia com Highlander.

A historia do primeiro filme contava sobre o imortal  Connor MacLeod, um imortal escocês de quase 500 anos que sobreviveu até o dia do encontro, onde os últimos imortais receberiam o premio que seria todos seus desejos realizados, mas que o ultimo deles deveria guiar a humanidade, no primeiro filme Connor recebe o premio e decide se tornar mortal, porem tem a capacidade de ler mentes e "fazer as pessoas se entenderem, conseguindo a paz", porem as continuações tanto nas series de tv, filmes quanto animações dizem que Connor nunca ganhou o premio, sendo assim a luta dos imortais continuava.

No filme Highlander 4 (que não foi o ultimo da franquia) Connor MacLeod ofereceu sua cabeça para seu aprendiz Duncan MacLeod, para assim um deles ser forte o suficiente para vencer o vilão do filme, porem o reboot dos quadrinhos que serão lançados oficialmente como a cronologia oficial são focados em Connor, provavelmente indicado que o personagem ainda vai estar vivo ou será usado como personagem principal do filme.

No Anime Highlander: Em busca de Vingança, o personagem principal é Colin MacLeod, um imortal com mais de mil anos que anda pelos séculos procura por um imortal que matou todos que ama, o anime fez sucesso nos EUA e Japão em vendas de DVD, esquentando projetos para um jogo de vídeo game e o reboot da franquia, lançando em 2007 pode também ser usado como uma das fontes para o reboot da franquia.

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Highlander vai voltar nos quadrinhos


Os imortais de Highlander vão voltar nos quadrinhos em agora um universo coeso, que pode ou não adotar a serie de tv, mas vai levar em consideração como base somente o primeiro filme de 1986.

Com o sucesso dos doze números de Highlander pela Dynamite e uma mini serie, agora  IDW conseguiu os direitos para fazer uma serie de quadrinhos, que vai se basear no primeiro filme de 1986, porem Connor MacLeod não será o ultimo, mas continuará enfrentando outros imortais, quando perguntada se a popular serie de tv dos anos 90 vai ser utilizada, a editora disse que em parte, mas que poderemos ver novamente Duncan MacLeod (aprendiz e compatriota de Connor), 

O escritor escocês Brian Ruckley vai ficar nos roteiros da revista, que vai ter diversos flashbacks mostrando como Connor MacLeod chegou nos EUA e o modo que ele esconde sua imortalidade das outras pessoas, tentando dar um clima parecido com o primeiro filme, já a arte ficará por conta de Andrea Mutti que fez as propagandas da revista.

O Sucesso das vendas da versão especial de 30 anos nos EUA, fez os imortais voltarem a ser populares, aumentando as chances de um reboot, mas por enquanto a produção está engavetada apesar de um diretor já ter sido escolhido.

A IDW prometeu que a revista será uma das sua linha mensal ou seja vai criar uma nova cronologia para Highlander que pode ser usada na nova reformulação dos personagens na sua adaptação para o cinema, por isso fique ligado.

sábado, 22 de outubro de 2016

Saiba mais sobre os chamados "guerreiros imortais" Persas


Conheça um pouco mais sobre o grupo de elite Persona que eram conhecidos por serem chamados de imortais.

Segundo historiadores e lendas os guerreiros persas imortais, eram uma unidade de elite composta sempre de até 10 mil homens, sem mais ou menos, se algum deles era morto em combate, logo a mesma quantidade de aprendizes ganhava o cargo de soldados, como seus números nunca diminuíam eles ganharam a fama de serem imortais, já que todos usavam a mesma vestimenta e normalmente escondiam seu rosto, para fazer parte dessa unidade de elite era necessário que o guerreiro fosse nascido na Persa e fosse treinado desde criança, sofrendo uma lavagem cerebral para que sua vida fosse considerada dispensável em nome da nobreza, normalmente ele era descendente de uma família cujos membros masculinos eram treinados como guerreiros de elite.

O exercito persa era considerado um dos maiores da antiguidade porem longe dos números dados nas lendas dos 300 de Esparta, apesar disso sua tecnologia era bem inferior a grega, já que usavam escudos de madeira o que não era muito efetivo contra as espadas e lanças dos espartanos, ao invés disso ele tentava intimidar seu inimigo com o tamanho de seu exercito, que nas lendas tinham 3 milhões, mas para historiadores era em torno de 250 mil a 500 mil, mesmo assim era um numero bem superior aos 300 de Esparta ou o exercito de todas as nações gregas da época juntas, os imortais tinham privilégios de levar junto com cada um deles servos e concubinas durante suas missões de guerra, o que normalmente fazia o exercito parecer ainda melhor, já que cada guerreiro imortal podia levar normalmente cerca de 50 pessoas com ele entre servos e concubinas, muitos exércitos inimigos se rendiam meramente ao olhar o tamanho do exercito Persa.

O treinamento dos guerreiros imortais era o mais complicado e árduo dentre todas as tropas Persas por razões obvias, eles começam desda infância e durava até completarem normalmente 18 anos, porem um aprendiz se fosse parte da elite dos aprendizes poderia se tornar um guerreiro antes disso caso um dos guerreiros imortais morresse em combate, coisa que normalmente acontecia, eles eram todos especializados em duelos com espadas, arquearia, hipismo, combates com lanças, escudos, sem falar de até coisas como agricultura, seu ultimo teste depois de se provar em combate deveria ser domar um cavalo selvagem que seria usado por ele em combate, eles continuariam como guerreiros imortais até os 50 anos, quando os mais velhos se tornariam generais ou professores de novos guerreiros imortais, para se divertir e provar seu valor eles caçavam animais selvagens usando apenas lanças como Leões, panteras e tigres, mas não para se alimentar deles ou usar sua pele, apenas para provar que eram corajosos, as peles eram usados como decoração.
Resultado de imagem para Persians immortals
(como provavelmente seria o exercito de guerreiros imortais na vida real)

As armas leves que os guerreiros imortais usavam eram feitas desse modo para serem utilizados a cavalo, assim aumentando a capacidade de sua cavalaria, mas na maior parte das representações na mídia eles não usavam cavalos, porem na vida real eles eram conhecidos por sua cavalaria, eles inclusiva usavam bigas protegidas com metal para usar como blindados em ataques, eles usavam também como cavalaria animais selvagens como elefantes, camelos e até rinocerontes, mas somente se esses animais tivessem sido domados, nesse caso o guerreiro imortal que domasse tais animais era considerado especial mesmo nessa unidade de elite e somente ele poderia usar tais animais como montaria, suas armas favoritas eram suas lanças que era de bronze ou ferro em suas pontas, os especializados em lanças se destacavam entre os soldados dos guerreiros imortais e eram a guarda pessoal de elite do imperador, guardando o palácio e eram mestres de usar as lanças em combate direto como uma arma branca, todos os imortais usavam múltiplas armas,  já que suas proteções e armas erem leves tinham mais capacidade de carregar diversos tipos de armas variadas, assim eles podiam atuar em táticas variadas de guerra como diversos tipos de unidades.

As flechas persas só eram efetivas até 120 milhas de distancia, porem isso era efetivo devido ao numero de arqueiros, praticamente todos do exercito persa incluindo os guerreiros imortais usavam arco e flecha, tornando praticamente impossível o exercito inimigo se defender totalmente da chuva de flechas por cima deles, todos soltavam flechas até que todas acabassem, em seguida a infantaria atacava nos soldados que sobraram do exercito inimigo, graças ao tamanho de seu exercito os Persas foram um dos maiores impérios existentes conquistando quase todo o mundo conhecido de sua época, conquistando quase toda a Asia, parte da Africa e da Europa.

A Arma favorita dos guerreiros imortais era na verdade um machado curto que eles usavam juntos de sua técnica de combate com escudo, como o machado era leve poderia ser usado com uma mão e assim com a outra usavam o seu escudo, tornando mais eficiente em combate, tanto a cavalo quanto a pé, os guerreiros imortais eram treinados também em combate psicológico, criando maneiras de intimidar seus inimigos para assim não precisarem lutar, quando o imperador Persa começou uma guerra para casar com a filha de um Faraó do Egito provavelmente em 525 antes de cristo uma guerra começou, quando os guerreiros persas descobriram que os egipcios cultuavam gatos e uma deusa que tinha cabeça de gato, eles decidiram colocar gatos nos seus escudos e juntar uma quantidade de gatos para andar juntos com eles, para assim mostrar que a divindade do imperador estava com a deusa gato ou tinha controlado ela, assim muitos egípcios se recusaram a lutar e ferir os gatos ou fugiram, isso fez com que a conquista fosse muito mais fácil, o imperador Persa forçou a filha do Faraó a se casar, matou o pai dela e se declarou alem de imperador também Faraó.
Hamza El Kahir foi um imortal membro dos guerreiros imortais Persas

Em Highlander a serie de tv, Hamza El Kahir foi mestres e primeiro professor de diversos imortais como Duncan Macleod, Iman Fasil e Kassim, sendo ele treinado como guerreiro imortal persona até a sua primeira morte em 645 antes de cristo em batalha, porem acabou morto por Xavier Saint Clound para proteger Duncan Macleod em 1653 depois de cristo, sendo considerados por muitos um dos melhores espadachins conhecidos, ele inclusive sabia que se lutasse naquela época quando Xavier estava em seu auge morreria, sabendo que poderia ficar mais forte no futuro tentou fugir, porem Duncan se recusou a fugir e queria desafiar Xavier, sabendo que Duncan com certeza perderia mas que tinha um potencial em ser um grande guerreiro, decidiu salvar a vida de Duncan e lutar no lugar dele, o que acabou resultando em sua morte nas mãos de Xavier que nos anos 90 ironicamente mais tarde seria morto por Duncan Macleod.

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Samurais: Os guerreiros colecionadores de cabeças

Hideo Koto
(Hideo Koto em 1778, um samurai que apareceu na serie Highlander)
Poucas pessoas sabem, mas uma das principais características dos samurais era o fato de colecionarem cabeças, os samurais foram um grupo de cultistas guerreiros, cuja filosofia, religião e  artes marciais se misturavam, porem uma das suas maiores atribuições era a caça as cabeças de seus oponentes, quanto mais poderoso ou famoso fosse seu oponente maior era o valor da cabeça deles, ao qual eles distribuíam dinheiro entre seus servos que os acompanhassem em batalhas, eles então colocavam essas cabeças para exibição e assim intimidar seus inimigos, seu poder vinha do controle de território e ganho do comercio agrícola, eles eram em maioria considerados nobres, apesar de existir casos de samurais plebeus ou de outras culturas que eram ensinados na arte e "adotados" por um samurai ou Shogun ou Xogun, eles criaram inclusive bolsas especiais para coletar cabeças famosas chamadas de Kubibukuro, alguns samurais tentavam enganar seus superiores com cabeças de outras pessoas ou seja cabeças falsas, criou-se então um sistema para verificar se a cabeça realmente pertencia ao do inimigo desejado, era necessário outro samurai para dar sua palavra que a cabeça era de quem pertencia e alem da espada do inimigo (que normalmente tinha iniciais da família), também um anel ou selo, ou outra prova de que a cabeça era de quem falava, como por exemplo um bastão de guerra que era usado para comandar guerreiros durante a guerra, caso a cabeça fosse confirmada ela era anotada no livro das cabeças que era um registro de todas as cabeças cortadas e entregues.

Na cerimonia de coleta de batalhas, todas as cabeças eram reunidas pelo exercito vencedor e levantadas em um grito de comemoração, algumas vezes servos roubavam as cabeças de inimigos abatidos quando eles estavam distraídos, para prevenir isso eles colocavam nas sacolas de cabeças e as deixavam bem próximos a eles para garantir que não fosse roubada, após a batalha a cerimonia da inspeção da cabeça era feita, as cabeças eram apresentadas ao seu superior ou senhor, uma cerimonia era feita para defender todos de espíritos malignos, monges praticavam uma forma de oração para proteção, depois da confirmação o resto era mandado de volta aos inimigos em forma de respeito pelo inimigo, a palavra do samurai era considerado um de seus valores mais importantes, pois ele não só representava ele, mas todos que vieram antes dele e todos que vão surgir depois dele na sua família, suas promessas podiam ser feitas com sangue ou em uma especie de papel sagrado, se um samurai fugisse da batalha tudo que ele possuía (incluindo sua família) seria dividido com o resto do seu grupo, o mesmo acontecia com os seus servos, caso eles servissem sua família poderia crescer junto com a família do samurai, mas caso fugissem em batalha todos seriam caçados por eles.
Duncan MacLeod aprende o estilo samurai com Hideo Koto
Na serie Highlander é mostrado que em 1778 Duncan MacLeod naufragou de um navio, ele desperta no Japão, onde é encontrado pelo samurai Hideo Koto que estava sendo atacado, ele tenta ajudar Hideo Koto e acaba sendo protegido por ele em sua casa, ele acaba revelando que é um imortal para Hideo, que ensina a ele o estilo samurai e em troca faz com que Duncan faça um juramento de eternamente proteger sua família, porem pelo fato de proteger um estrangeiro naquele tempo o seu Shogun ou Xogun manda ele expulsar Duncan de sua casa e fazer um ritual de suicídio para manter a honra de sua família, após isso Duncan MacLeod fica com sua Katana que seria vital a sua sobrevivência no jogo dos imortais, bem como o conhecimento do estilo samurai.

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Highander 1x07 Review


Decidi fazer review dos episodio de Highlander a serie de TV, como são uma porrada de episódios vou fazer somente dos episodio do top 10 de cada temporada em ordem cronológica, espero que curtam, você pode conferir o top 10 aqui, bem como ver o episodio online dublado e mais detalhes sobre os personagens dele aqui ou ver o restante da 1 temporada aqui.


O Episodio foi exibido em 14 de novembro de 1992, foi um dos primeiros episódios que se passaram fora da área urbana da cidade fictícia de Seacouver (onde se passa alguns episódios da serie e a maioria da 1 temporada), Tessa acaba descobrindo gravuras rupestres em uma reserva florestal fora dos limites da cidade, partindo lá para registrar elas, pois podem ser uma descoberta histórica, ela é então sequestrada pelo imortal Caleb Cole que cria uma gangue de criminosos filhos adotivos, ele se apaixona por ela e diz que vai convencer ela a ser sua mulher, Tessa diz que já é casada e que seu marido vai vir atrás dele, mas Caleb não liga acreditando que ele é apenas um mortal, depois de Tessa demorar horas, Duncan decide saber o que está acontecendo e vai no local que Tessa disse que ia, lá ele encontra um xerife e policiais, que afirmam que ela foi sequestrada por uma gangue de criminosos locais que conhecem a floresta mais do que qualquer pessoa, sendo quase impossível rastrear eles, porem Duncan diz que vai atrás de sua mulher, apesar do xerife ser contra, Duncan acaba tendo um Flashback da primeira vez que ele foi para aquela floresta onde conheceu o imortal Carl que ensinou a ele como rastrear e sobreviver em qualquer floresta, em troca Duncan lhe ensinaria a lutar.
(Tessa encontra o imortal Caleb Cole e sua gangue de mortais treinados por ele)

Duncan encontra Caleb Cole e o seu grupo de mortais treinados armados com rifles e pistolas que o atacam, atirando nele que em seguida pula em um despenhadeiro e desaparece, eles procuram por ele, mas não o encontram, como Caleb sentiu a presença de Duncan sabia que ele é um imortal, apesar de Duncan ter escapado Caleb pegou sua Katana o que complicou mais ainda as coisas, em uma cachoeira Duncan acaba encontrando um cadáver com a cabeça cortada, só restando os ossos que ele reconhece mesmo assim sendo o imortal Carl que lhe ensinou a sobrevivência, acreditando que foi Caleb que o matou, Duncan então usa sua habilidade para rastrear o grupo liderado por Caleb, no meio dessa confusão Tessa começa a usar sua inteligencia para manipular o grupo, fazendo Caleb matar todos seus filhos adotivos, facilitando assim Duncan confrontar Caleb.
Carl
(O imortal Carl )

Duncan finalmente consegue rastrear Caleb Cole e o encontra nas margens de um rio, porem quando Caleb ia usar sua arma tessa interfere dando tempo de Duncan pegar o Machado de Caleb, os dois acabam lutando e parece uma luta bem equilibrada com Caleb usando uma Katana e Duncan usando um machado, mas com um golpe de sorte Duncan consegue vencer (afinal é o herói da serie), Tessa e Duncan voltam para a cidade, com o Xerife ainda acreditando que o bando está a solta.
Highlander the Series - Mountain Men 25
(Duncan  MacLeod luta contra Caleb Cole)

Curiosidades:
Marc Singer que interpreta Caleb Cole quase foi Connor Macleod no 1 filme de Highlander, mas perdeu o papel para Christopher Lambert, após Kurt Russel deixar a produção, já que Russel iria interpretar Connor MacLeod mas em cima da hora recusou o papel.

O machado de Caleb Cole é encontrado pelos observadores e é deixado em um quarto com diversos artefatos de imortais confrontados por Duncan MacLeod, onde mais tarde Duncan encontra Joe para conversarem sobre os observadores.

Duncan parece ter pego o machado para si, já que ele aparece ao fundo em diversas cenas da serie no Dojo que Duncan compra mais tarde na serie.
Nota 7,5

terça-feira, 27 de setembro de 2016

A Ordem dos Cavaleiros de Malta: Essa ordem foi responsável pela criação dos primeiros hospitais públicos e inspirou a Cruz Vermelha

Ficheiro:Coat of arms of the Sovereign Military Order of Malta (variant).svg
 A Ordem de Malta ou Cavaleiros Hospitalários (oficialmente Ordem Soberana e Militar Hospitalária de São João de Jerusalém, de Rodes e de Malta) é uma organização internacional católica que começou como uma ordem beneditina fundada no século XI na Palestina, durante as Cruzadas, mas que rapidamente se tornaria numa ordem militar cristã, numa congregação de regra própria, encarregada de assistir e proteger os peregrinos àquela terra e de exercer a Caridade.  Tinha como padroeiro São João Esmoler (550-619), patriarca de Alexandria. Em Face às derrotas e consequente perda pelos cruzados dos territórios na Palestina, a ordem passou a operar a partir da ilha de Rodes, onde era soberana, e mais tarde desde Malta, como Estado vassalo do Reino da Sicília.  Atualmente Malta é um país independente e considerado neutro em todo os conflitos como a Suíça, a Ordem de Malta é uma organização humanitária soberana internacional, reconhecida como entidade de direito internacional. A ordem dirige hospitais e centros de reabilitação. Possui 12.500 membros, 80.000 voluntários permanentes e 20.000 profissionais da saúde associados, incluindo médicos, enfermeiros, auxiliares e paramédicos. Seu objetivo é auxiliar os idosos, os deficientes, os refugiados, as crianças, os sem-teto e aqueles com doença terminal e hanseníase (esta a par com a Ordem de São Lázaro), atuando em cinco continentes do mundo, sem distinção de raça ou religião, foi graças a ela que começou a surgir os chamados hospitais públicos mantidos com associação entre Igreja e Estado, que até hoje existem.


O nome completo oficial é Ordem Soberana e Militar Hospitalária de São João de Jerusalém, de Rodes e de Malta, ou, em italiano, Sovrano Militare Ordine Ospedaliero di San Giovanni di Gerusalemme di Rodi e di Malta. Convencionalmente, é também conhecida como Cavaleiros Hospitalários ou Ordem de Malta. A ordem tem um grande número de conventos e associações locais ao redor do mundo, mas também existe um certo número de organizações com semelhantes nomes sonantes que não estão relacionados, incluindo diversas ordens que procuram capitalizar sobre o nome.  Na heráldica eclesiástica da Igreja Católica Romana, a Ordem de Malta é uma das duas únicas (sendo a outra a Ordem do Santo Sepulcro), cuja insígnia pode ser exibida em um brasão de armas clerical (Leigos não têm nenhuma restrição).

A Fundação da Cruz Vermelha foi inspirada na Ordem de Malta:

A organização foi fundada por iniciativa de Jean Henri Dunant, em 1863, sob o nome de Comitê Internacional para ajuda aos militares feridos, (ver: saúde militar) designação alterada, a partir de 1876, para Comitê Internacional da Cruz Vermelha, sendo inspirada nos trabalhos realizados pela Ordem de Malta.  A assistência aos prisioneiros de guerra teve grande avanço a partir de 1864, quando foi realizada a Convenção de Genebra, para a melhoria das condições de amparo aos feridos, e em 1899, quando foi realizada a Convenção de Haia, que disciplinava as "normas" de guerra terrestre e marítima.
Sean Burns e Duncan MacLeod
Na Ficção:
Na serie de tv  Highlander Duncan MacLeod fez parte da Cruz Vermelha, bem como conheceu imortais que fizeram parte da antiga Ordem de Malta e mais tarde também como parte da Cruz Vermelha, Sean Burns foi um deles atuando inicialmente como medico, mas depois como psiquiatra e psicologo.

No Jogo Age Of Empires III um dos protagonistas do jogo foi membro da ultima ordem dos Cavaleiros de Malta, que foi a Ordem dos Cavaleiros de São João que existem até hoje e atuam de forma humanitaria.

domingo, 25 de setembro de 2016

Highlander 1x03 Review


Como disse anteriormente estou fazendo review dos episódios top 10 de cada temporada em ordem cronológica de episódios, para saber mais dos personagens desse episodio e ver ele online dublado clique aqui ou para ver a lista do top 10 episodio e demais episódios da primeira temporada clique aqui e aqui

(Kiem Sun encontra Duncan MacLeod  nos dias atuais)
Depois do episodio piloto Richie passou a morar com Duncan e Tessa, sendo criado meio que como filho deles, o episodio foi exibido em 17 de Outubro de 1992 após o sucesso de audiencia e critica do piloto, foram encomendados 13 episódios para a serie, que com o sucesso teve 1 temporada completa renovada, na historia um amigo de Richie que estava drogado com uma droga desconhecida parece graças a ela ter super força e assalta um banco, ele acaba tendo em seguida um desmaio e é levado ao hospital, sendo que tudo isso foi observado por Chu Lin, Richie vai com Duncan ao hospital para ver seu amigo, aparentemente ele foi drogado por uma droga desconhecida e nada parecida com nenhuma conhecida, porem Duncan reconhece seus componentes como sendo uma droga criada pelo imortal chines Kiem Sun, essa droga faz com que seus usuários sejam obedientes e ganhem força e resistência ampliada, porem eles morrem pouco depois, Kiem Sun no passado queria criar uma maneira de usar a droga sem matar seu usuário, afim de trazer paz a humanidade, mas ele passou 300 anos tentando aperfeiçoar ela, o que deixou ele fraco no jogo dos imortais ou assim parecia, Duncan então fez um juramento de que nunca o mataria.
(Duncan MacLeod na China em 1780)
Duncan então encontra Kiem Sun vivendo em um monastério budista em Seacouver, vivendo em solo sagrado para não ser atacado por outros imortais, porem ele revela que seu assistente mortal Chu Lin roubou sua formula e pretende usar para se tornar o chefe do crime organizado de Seacouver, Duncan então diz que protegerá Kiem Sun fora do solo sagrado para ajudar ele a encontrar Chu Lin, mas ele deve destruir todas as drogas criadas ou Duncan não vai proteger Kiem Sun.
Chulin
(O mortal Chu Lin aprendiz de Kiem Sun)
Nesse meio tempo Richie está fazendo uma investigação por conta própria e encontra uma antiga namorada sua, que diz saber o que aconteceu, longe dali em um bar Chun Lin tenta contratar criminosos motoqueiros de Seacouver para serem seus capangas, eles inicialmente se recusam e tentam atacar Chu Lin, mas Chu Lin espanca todos eles, impressionados eles dizem que vão aceitar se reunirem com ele em troca de dinheiro, mas Richie e sua amiga descobrem o local da reunião e chegam lá avisando os capangas que não devem beber o chá que Chun Li deu, eles não bebem mas atacam os dois, porem Duncan e Kiem Sun chegam no local nessa hora, Duncan consegue bater nos capangas assim como Richie que em seguida fogem ao ver que Duncan e Kiem sun carregam espadas, Chu Lin em seguida confronta Duncan com duas espadas curtas, mas apesar dele ser muito bom não é pareo para Duncan que o desarma, ele revela que foi treinado por Kiem Sun e sabe sobre os imortais, Duncan diz que se ele entregar as drogas e confessar seus crimes ele não precisará morrer, quando Chun Lin está prestes a concordar Kiem Sun o mata, revelando que não é tão inofensivo quanto Duncan pensava.
(Chu Lin prestes a matar Richie)
Kiem Sun diz que quer a droga para ele, mas Duncan exige que seja destruída, Kiem Sun tenta argumentar que queria proteger a humanidade, porem Duncan diz saber sua verdadeira intenção que seria criar um exercito de mortais para ajudar ele a vencer o jogo dos imortais e ganhar o premio, Kiem Sun então confronta Duncan MacLeod em um intenso combate, revelando que não era tão fraco quanto ele fazia Duncan pensar, porem como ele ficou 300 anos sem lutar Duncan leva uma ligeira vantagem que usa para o desarmar, dizendo que vai poupar a vida dele, mas se o ver de novo cortará sua cabeça, em seguida Duncan destrói a droga que está com Chu Lin.
Resultado de imagem para duncan and kiem sun
(Kiem Sun confronta Duncan MacLeod)
Esse episodio expande um pouco a mitologia de Highlander e é bastante interessante, sem falar que Kiem Sun é mencionado em outros episódios e gostaria que o personagem voltasse a aparecer na serie, ele é um dos poucos imortais antagonistas que Duncan não mata e parece ser quase tão habilidoso quanto Duncan em combate, apesar de ter ficado 300 anos escondido em locais com solo sagrado e com certeza depois desse confronto voltaria ao jogo dos imortais.

Curiosidades: 

O Ator Dustin Nguyen (que interpreta Chu Lin) mais tarde voltaria interpretando outro personagem como aconteceu com outros atores algumas vezes em Highlander, ele apareceria mais tarde interpretando outro personagem chamado Jimmy Sang no episodio 2x08

A Luta desse episodio foi coreografada por Bob Anderson ( conhecido por suas coreografias de O império contra ataca, o retorno de Jedi, os prequels de Starwars, bem como os filmes de Highlander 1 a 4 e vários outros filmes) em parceria com Adrian Paul (Duncan MacLeod), Bob Anderson se tornaria somente coreografo regular no meio da 2 temporada e ficaria na serie até o fim dela.

Mais tarde a historia da droga de Kiem Sun é expandida no arco dos quadrinhos de Highlander pela Dynamite, revelando que ela contribuiu durante a Guerra Fria para criação de super soldados soviéticos criados que mais tarde seriam treinados pelo  Kurgan que tentaria usar eles para vencer o jogo dos imortais.
Nota 7,5
 

sábado, 24 de setembro de 2016

Highlander 1x01 Review


Decidi fazer review dos episodio de Highlander a serie de TV, como são uma porrada de episódios vou fazer somente dos episodio do top 10 de cada temporada em ordem cronológica, espero que curtam, você pode conferir o top 10 aqui, bem como ver o episodio online dublado e mais detalhes sobre os personagens dele aqui ou ver o restante da 1 temporada aqui.

Esse é o piloto da serie, quando ela ainda estava procurando por um caminho para o espirito dela, bem como sua individualidade dentro dos mitos de Highlander, o episodio chamado de The Gathering foi o piloto da serie, indo ao ar em 3 de Outubro de 1992, Adrian Paul que havia ficado famoso por sua participação em Poção do Amor, bem como por suas habilidades como artista marcial e espadachim nos EUA foi escolhido para ser Duncan MacLeod, após Christopher Lambert ter recusado retornar como Connor MacLeod  sendo o protagonista da serie, depois da sua decepção pessoal com o filme Highlander 2 de 1991, foi ideia de Christopher Lambert criar Duncan MacLeod que seria um aprendiz de Connor MacLeod e focar a serie nele.

(Connor reencontra Duncan, mas Duncan decide ficar fora do jogo dos imortais após a morte de sua esposa mortal)

Eu sempre gostei de Highlander,era um filme diferente me lembro que vi o primeiro filme quando tinha uns 6 anos passou reprisado no domingo maior,era um filme sobre um cara que vivia para sempre e ele tinha que cortar cabeças para sobreviver a interpretação de Christopher Lambert com apenas 23 anos passava uma espécie de maturidade imortal com a diferença quando ele ainda era um jovem imortal Fizeram o 2 filme que foi horrível e tentaram fazer um seriado e deu certo teve 6 temporadas(1992 a 1998).
(Connor o senhor fodão)
Esse seriado tem um novo personagem principal Duncan MacLeod do clã MacLeod do mesmo Clã de Connor MacLeod só que gerações depois,a escolha dos atores foram de certa forma perfeita já que eles tem uma química entre si,uma coisa importante não adianta escolher estrelas se não tem aquela inclinação de você acreditar nas interpretações,esse episodio é especial pela participação de Christopher Lambert(Connor MacLeod) na época se recusou a ser o ator principal da serie alegando que só fazia filmes mas como seu contrato obrigava fez uma participação foda nesse episodio ele  e Adrian Paul(Duncan MacLeod) parecem realmente ser amigos e até tem uma relação parecida com irmãos,Duncan é um imortal relutante cansado da morte sem sentido ele decide se afastar do jogo(ficando fora por quase 100 anos, mais tarde sendo revelado que nesse meio tempo ele enfrentou outros imortais, mas sempre tentava fugir das lutas).
(Slaine Quince o inimigo imortal da semana)
O jogo como os imortais dizem é uma gíria para a luta eterna deles quando um deles corta a cabeça do outro ( a única forma de um imortal morrer) ele absorve parte de seus poderes e conhecimentos,dizem que quando  sobrarem poucos imortais acontecerá o encontro(the gathering titulo do episodio) e o ultimo terá poder alem da imaginação com o conhecimento e poderes de todos os imortais que já viveram, Duncan vive em paz em um relacionamento de quase 15 anos com Tessa (uma teteia francesa e ainda nerd) que sabe pouco da brutalidade da vida dele,após ser atacado por um imortal Duncan tem que voltar ao jogo ou todos que ama podem morrer.
(Haha Connor Troll face nos anos 90!)
O vilão da semana é Slaine Quince um imortal(que tem uma espada/lança misseis huahua) que caça os entes queridos de imortais ferindo eles emocionalmente(EMO) ,um vilão engraçado e meio canastrão mas que cumpre seu papel como ameaça mas o foco do episodio são as relações humanas,como os imortais vivem ao ver as pessoas que amam envelhecer e morrer ao lado deles,ao ver civilizações e idéias que acreditavam serem destruídas e ainda terem que achar forças para se manterem vivos,para mim Highlander sempre foi sobre pessoas, sobre humanidade, sobre o custo da imortalidade, vivendo suas vidas em segredo vendo tudo que amam ruindo, tentando fazer sentido no mundo onde vivem, talvez interferindo em segredo a historia humana, tirando isso só seria uma historia de caras cortando a cabeça um dos outros.
(Richie Ryan o ladrão punk gótico,ah saudades do final dos anos 80 e começo dos anos 90 rs)
Nesse episodio conhecemos um personagem que seria fixo na serie,Richie Ryan m jovem órfão e ladrão profissional que tem um passado só seu mais tarde explorado ele testemunha tudo a luta dos imortais e durante a serie é uma espécie de “escada” para explicar aos telespectadores sobre o universo dos imortais,também é um personagem legal,os diálogos desse episodio e as interpretações realmente funcionam devido a química dos atores e as musicas fodas do Queen.
(Duncan Absorvendo o despertar alheio)
Porem a produção americana é horrível,melhora ao longo das temporadas mas  somente fica foda quando vira canadense e  francesa mais para frente da serie,bem como as cenas de lutas de espadas que vão se desenvolvendo muito melhor para frente,um episodio razoável de Highlander mas melhor que muito seriado por ai  e especialmente dos anos 90

Nota 7,5

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Highlander: The Search for Vengeance Review

       
Antes de mais nada você pode conferir mais sobre os personagens desse filme ou baixar ele aqui ou aqui

O Anime saiu nos cinemas Americanos e Japoneses em 2007, mais tarde saindo direto para DVD no resto do mundo, ele foi dirigido por Yoshiaki Kawajiri ( O mesmo responsável por Ninja Scroll eVampire Hunter D: Bloodlust), com os roteiros de David Abramowitz ( o roteirista principal da serie de tv), produzido pelo estúdio MadHouse, sendo este o único Anime do estúdio que adapta personagens ocidentais a fazer sucesso e ter criticas positivas tanto de fãs quanto de críticos de cinema, tendo um orçamento de 6 milhões de dólares e lucrando quase 150 milhões de dólares., Jim Byrnes (que interpretou Joe  Dawnson) retorna dublando alguns personagens do filme.

Finalmente um filme roteirizado pelo showrunner da serie de Tv Highlander, este filme reúne TODOS os elementos já criados pela franquia, mas consegue ao mesmo tempo ser coerente e fiel ao espirito dos mitos de Highlander, sendo considerado por muitos o único filme que chega perto do 1 filme da franquia.
Resultado de imagem para highlander the search for vengeance
(Colin MacLeod em 1800)
Colin Macleod é o personagem principal, que busca vingança desde 2 mil anos atrás, quando sua mulher foi crucificada pelos romanos a mando do general imortal Marcus Octavius, passando por todos os grandes períodos históricos até 200 anos no futuro, em um mundo pós apocalíptico que tem uma Nova York governada por Marcus Octavius, em todos os períodos do passado Colin MacLeod sempre perdeu para Marcus, mas conseguia escapar para lutar mais um dia, por essa vingança Colin ajudou na queda de Roma e sempre desafiando Marcus, que queria recriar Roma nos tempos modernos, até que um dia Colin encontrou uma Katana Dragão Masamune (que também deve possui o metal de Nakano) dentro de um castelo japonês enquanto perseguia Marcus, pois ele percebeu que todas suas espadas eram destruídas por ele, com exceção dessa Katana especial que ele então carregou por séculos.

Ainda no Japão Feudal Marcus Octavius encontrou a imortal Kyala a qual ele treinou como sua aprendiz, mais tarde os dois ficaram juntos como marido e esposa, sempre tentando recriar o sonho de Roma, já Colin Macleod tem como único amigo o espirito Amergan ao qual ele encontrou no solo sagrado e desde então tenta guiar ele para o bem dizendo que sua busca por vingança é sem sentido, durante esses séculos Colin teve muitos amores, mas nunca desistiu de sua obsessão por vingança, vivendo sua imortalidade somente para isso. durante esse futuro distopico ele soube noticias de que Marcus estava em Nova York indo para lá, somente para ser confrontado pelo imortal gigantesco Malike que diz ter mil anos e ter matado mais de cem imortais, ele usa uma serra elétrica enorme para lutar como se fosse uma espada,  porem Colin é capaz de vencer facilmente ele, mesmo dizendo que não quer lutar com ele, em seguida ele absorve o despertar dele em um mega quickening que explode tudo, ele pega a cabeça de Malike e usa como distração para chegar a Nova York, já que Malike era caçado pelas forças de Marcos Octavius que ofereciam uma recompensa pela cabela dele, ao chegar em Nova York ele mata os soldados e destrói os androides de combate que eles tinham, em seguida usa o dinheiro para conseguir mais informações sobre oque acontece na cidade e beber no único bar que sobrou.
Resultado de imagem para highlander the search for vengeance
(Marcus Octavius versus Colin MacLeod em um futuro distópico)
Ele encontra a líder da resistência Dahlia que se parece muito com a sua primeira esposa celta, ela diz que a resistência precisa dele para derrotar Marcus Octavius e oferece uma chance de invadir a base dele em troca de pegar uma vacina para um vírus que está destruindo a cidade, isso acaba fazendo com que ele se alie a resistência contra Marcus Octavius finalmente confrontando com ele em uma luta mortal que caso ele perca além de perder sua cabeça vai condenar o que restou a humanidade a morrer nas mãos de um novo vírus criado por Marcus Octavius.

O Filme é muito bom, se tornando o único filme que chegou perto depois do 1 filme de Highlander a se aproximar de seus mitos, com um visual espetacular, cenas de combate incríveis e uma historia que consegue misturar tudo que já foi criado em Highlander em um roteiro coerente, graças ao script feito por um dos roteiristas da serie de Tv ou seja tudo que queríamos que um filme de Highlander live action fosse, mas nunca os produtores nunca conseguiram enxergar que era o caminho para revitalizar a franquia e graças a esse filme diversos projetos de jogos de vídeo game, bem como um reboot da franquia foram planejados, devido é claro o enorme sucesso que esse anime teve tanto nos EUA quanto no Japão, tornando ele extremamente recomendável tanto para fãs de Highlander quanto para fãs de anime ou filmes de ação com aventura.

Nota 9.10

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Kurgan Origins Completo em Ingles


A Origem de Kurgan em quadrinhos somente em ingles, mini serie em 2 edições completa
Download completo

Highlander 5 Review

                                         
Antes de mais nada se quiser conferir mais sobre os personagens desse filme por sua conta e risco ou baixar ele pode fazer aqui ou aqui

Se você achava que Highlander 2 ou até mesmo o 4 foi o ponto mais baixo que Highlander chegou, está completamente errado.

Highlander 5 foi o primeiro filme da franquia a ir direto para o DVD (e bem merecido), o filme é dirigido por Brett Leonard conhecido por dirigir somente filmes bs como o Homem Coisa, o filme é co produzido pela mesma produtora da serie de tv, mas agora com Adrian Paul ( Duncan MacLeod) como co produtor, esse foi o primeiro e ultimo roteiro de Mark Bradley responsável pela historia do filme, ele foi distribuido pela Lionsgate Films direto para DVD, com um orçamento de 13 milhões e arrecadou o mesmo no mundo todo, mas foi muito mal distribuído chegando em poucas locadoras e sendo somente exibido no canal de tv a cabo 2 anos após ter saído.

Dá para acreditar que a franquia sobreviveu tanto tempo? Sobreviveu a Highlander 2, o primeiro filme foi tão bom que aguentou firmemente na cultura pop apesar de todas as desastrosas sequencias que teve, com uma base de fãs solida que continuou seguindo a franquia apesar de tudo, apesar da serie de Tv ter popularizado novamente Highlander, sua ultima temporada bem como o arco do demônio Arimah acabaram matando a serie sem volta, apesar de ter tido logo depois um spin off com a imortal Amanda que só durou uma temporada.

Antes desse filme, eu tinha o conforto de saber que Highlander 2 era o mais baixo que chegaria a franquia, porem nada é tão ruim que não possa piorar na vida, Highlander 5 conseguiu ser pior ou pelo menos se equiparar no nível de ruindade de Highlander 2, mas para mim é pior, pois se tirarmos o fato de ser um filme de Highlander a historia de Highlander 2 funciona como um filme de ficção cientifica de um futuro distópico, mas Highlander 5 não funciona como historia de jeito nenhum, e ainda bem é um filme desconhecido para maioria do publico que conhece a franquia.


(Capa Brasileira)
O Filme inicia com uma narração da unica personagem feminina do filme, ela fala sobre os imortais, essa é talvez a introdução mais fraca de todos os filmes, o mundo parece que entrou no caos novamente, mais um futuro distópico feito no leste europeu, na introdução é dito que os imortais estão procurando pela Fonte, um santo graal da imortalidade que pode salvar o mundo, que foi inventado agora e nunca foi mostrado anteriormente, ela continua narrando revelando que ela foi mulher de Duncan (não dizendo o nome dela) e que Duncan não acredita na fonte, somos mostrados então a Duncan MacLeod que fica em cima de telhados patrulhando as ruas distópicas como o Batman, sem falar que ele parece ter virado um stalker, pois sempre segue essa mulher por onde ela vai, porem Duncan nota criminosos atacando uma mulher, ele desce no estilo Batman e enche eles de porrada, mas parece que ele esqueceu sua espada, lutando com as mãos nuas contra criminosos armados.

Longe dali um imortal desconhecido indiano quer chegar em um prédio, mas aparentemente ele está sendo seguido por alguma coisa, apesar de ser um futuro distópico o prédio ainda é guardado por um segurança contratado de quinta categoria e os elevadores estão todos funcionando com eletricidade, já lá fora as pessoas usam tochas e tudo mais, o guarda então faz o que qualquer guarda faria em um futuro distópico após perceber que um cara carregando uma espada invadiu o prédio dele que é encher de bala, o imortal cai morto dentro do elevador que sobe com ele, em seguida ele ressuscita no andar que ele queria ir, em seguida ele destrói o mecanismo do elevador para não ser seguido, em seguida ele usa um computador cuja senha é por voz e é "só pode haver um", ele então faz parte de uma vídeo conferencia onde está Methos, nela é dito que os planetas estão alinhados e um imortal padre que parece que saiu de um jogo de vídeo game japonês chamado Giovanni pergunta a localização da fonte, o imortal indiano diz que sabe a localização, nesse meio tempo um outro imortal que parece ter saído de um vídeo game chamado Guardião que usa um protetor no pescoço surge e confronta o imortal indiano, devido ao fato que tem uma proteção no pescoço ele consegue resistir aos ataques de espada no pescoço (duh) que o imortal indiano insiste em ficar só atacando naquele lugar, sendo que o Guardião não tem nenhuma outra proteção, em seguida o Guardião corta a cabeça do imortal indiano e absorve seu despertar, o que faz sumir sua proteção no pescoço que ele não volta a usar no resto do filme (!). destruindo também o prédio, o que chama a atenção do super herói Duncan MacLeod que confronta o Guardião, que revela ser o guardião e diz que Duncan desperdiçou a imortalidade dele.

Duncan decide ignorar o bizarro Guardião, mas ele cita o nome de Anna (a ex do Duncan que finalmente tem nome), o que deixa Duncan puto por acreditar que ele quer ferir ela, os dois se confrontam com suas espadas, em uma cena de luta muito ruim, Highlander 2 e 4 podiam ter seus problemas, mas pelo menos as cenas de luta eram boas, especialmente no 4 quando tem a coreografia de Adrian Paul (Duncan Macleod) aqui parece que nem mesmo para isso ligaram, como o Guardião tem a super velocidade do Flash ele vence facilmente Duncan, quando o Guardião vai cortar a cabeça de Duncan, Joe surge com uma caminhonete e atropela o Guardião, em seguida tirando Duncan de lá,  mas o Guardião parece saber quem ele é, Joe revela que é o ultimo dos Watchers, já que o resto dos membros da ordem morreram ou decidiram sair dela para ajudar a humanidade.

(Giovanni o imortal que parece ter saido de um video game)
Longe dali todos os imortais restantes resolvem se unir em busca da Fonte, Joe revela isso a Duncan, dizendo que pode ser a ultima chance de salvação da humanidade, apesar de Duncan não acreditar em nada disso ele decide ajudar já que o Guardião é uma ameaça para todos, todos se reúnem em um monastério de uma turma chamada a "Irmandade da Dor" (deve ter sido esses caras que escreveram esse filme), aparentemente eles sabem sobre a fonte, mas Anna também é guiada até lá por uma voz misteriosa, ela tem então Flashbacks de quando era casada com Duncan ( que usa um Kilt e foi a primeira vez que ele usou em tempos modernos rs), eles encontram um imortal mais velho que Methos ou qualquer outro imortal que se tem registro, ele aparentemente sofreu uma maldição pois ficou que nem o Blob de X-men, mas incapaz de se mover ou lutar, ele se chama apenas de o Ancião, porem um dos imortais sente a presença de outro imortal e decide enfrentar ele sozinho sem avisar ninguém, ignorando a cena de luta com o Guardião somos cortados para a conversa do Ancião que diz haver coisas piores do que a morte, como por exemplo virar o Ancião (duh).

O Ancião conta que ele liderou um grupo de imortais milhares de anos atrás para encontrar a fonte, porem eles foram sendo mortos pelo Guardião daquela época, o imortal que matou o Guardião se tornou o novo Guardião e o outro único imortal vivo se tornou o Ancião sendo amaldiçoado a viver assim por toda a eternidade, então voltamos a luta entre o imortal novato e o Guardião, que começa a cantar Who Wants to live forever do Queen (serio mesmo), o Guardião então fatia o imortal, longe dali o Ancião avisa ao resto dos imortais de que quanto mais se aproximarem da Fonte mais seus poderes de imortais vão enfraquecer, até eventualmente ficarem como mortais (quando deveria ser o inverso sendo teoricamente a fonte de seus poderes),  logo em seguida Duncan sai do local, em seguida Duncan observa o imortal novato e Joe enfrentando o Guardião, Duncan então aparece para tentar salvar os dois, Duncan joga sua Katana e acerta no pescoço do Guardião que dessa vez está sem proteção, a Katana perfura o pescoço dele, mas o Guardião apenas ignora e tira a Katana do pescoço (sendo que o pescoço é teoricamente a unica parte realmente vulnerável dos imortais, regenerando de maneira normal, mas ao que parece o Guardião até nisso é diferente), O Guardião em seguida quebra a Katana de Duncan e enfia um pedaço nela em Joe, o Guardião vai embora deixando Duncan desesperado em salvar Joe.

Os outros imortais se reúnem para tentar ajudar, mas Joe acaba morrendo, em seguida Duncan ganha dois facões, mas sinceramente até nisso o filme peca, porque nada pode substituir a Katana Masamune Dragão que tanto Duncan quanto Connor usam, substituir ela por dois facões é bem triste, em seguida o Ancião diz que Anna tem o poder de ver o futuro e saber onde a Fonte está (!), porem o imortal novato que sobreviveu diz que pode localizar exatamente onde a Fonte está usando uma rede de satélites totalmente tornando dispensável esse súbito poder de Anna.

(O Guardião que consegue ser mais bizarro e albino que Giovanni)
Eles do nada encontram um navio e convencem o capitão dele a transportar eles até a Fonte em meio a esse mundo pós apocalíptico, porem do nada eles encontram um grupo de piratas canibais (!), os imortais que estão sem poderes enfrentam um grupo de piratas canibais para poder chegar até a Fonte (que até agora não vi sentido nenhum em ir atrás), a cena de luta é até interessante, mas nem se compara com todas as cenas de luta dos filmes e até das series de tv de Highlander, até as de Highlander 2 foram melhores, no final da luta os imortais saem andando e quando penso que vão tocar uma musica do Queen, não eles tocam Princes of the Universe mas com uma banda tosca de rock melodico, honestamente eles nem mesmo conseguiram ter direito a uma musica do Queen, porque diabos fazer esse filme? Nem mesmo Highlander 2 chegou a esse fundo de poço.

O Guardião então a noite mata o imortal novato sem tirar a cabeça dele, em seguida o resto dos imortais e Anna pegam um carro, caindo  fora de lá com medo, porem Giovanni diz que ele morreu porque ele não era puro (fala serio bicho esse foi o pior personagem já feito em Highlander), porem o local que eles estão indo está cheio de canibais, os imortais usam cavalos (que seriam os primeiros a ir em caso de fome), eles capturam os imortais e Anna vivos para fazer churrasco deles (!), mas o Guardião aparece e leva Anna embora, deixando o resto para virar torresmo, mas Giovanni tem uma faquinha escondida em um crucifixo (que ninguém pegou) e consegue se libertar, em seguida Giovanni diz que foi escolhido, pega uma espada e diz que vai deixar Duncan e Methos para virarem torresmo.

Duncan e Methos conseguem fugir quando os canibais ficam distraídos indo atrás de Giovanni, porem Duncan pega seus dois facões e tenta ajudar Giovanni (porque eu não sei), em seguida Giovanni sai correndo deixando Duncan contra todos os canibais, mas depois de Duncan matar todos os canibais, Giovanni acaba morto pelo Guardião, em seguida Methos diz que isso não vale a pena e decide se esconder novamente (nossa o primeiro a pensar nesse filme), já Duncan diz que precisa resgatar Anna, Duncan chega sozinho ao local da Fonte, lá dá para ver todos os planetas ao lado da lua (!), então Duncan sem poderes de imortais e com dois facões vai enfrentar o Guardião que tem super velocidade do Flash e todos seus poderes de imortal, mas do nada Duncan aparentemente ganha super velocidade também (!), ele tenta se aproximar de Anna que está na Fonte ou aparentemente ela é a Fonte sei lá esse filme já perdeu o sentido faz tempo,  mas parece que existe uma barreira impedindo, Duncan volta a confrontar o Guardião albino em uma das piores lutas que vi em minha vida, no final obvio Duncan vence o Guardião (duh), mas Duncan decide não matar o Guardião (!), então o Guardião em seguida explode (!!), aparentemente era tudo um teste para escolher um imortal puro de coração (!!!), então Anna diz que Duncan seria o escolhido para ter um filho com ela, sendo um imortal ou virando mortal (sei lá).

Se você achava que Highlander 2 era ruim, pelo menos é um filme que funcionaria se não fosse Highlander, já Highlander 4 apesar de sua produção, edição e direção horríveis, bem como historia, era ainda assim um filme de Highlander com belas coreografias de luta, parece que pegaram todos os aspectos negativos de tudo que a franquia já produziu, retirando tudo de bom que a franquia já teve e criaram Highlander 5, que para mim é o pior filme da franquia Highlander até hoje, sepultando a franquia e que somente votaria a respirar com o filme em forma de anime de Highlander.

Nota 0/10

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Highlander 4 Review

                              
Antes de mais nada se quiser saber um pouco mais sobre os personagens do filme ou baixar ele clique aqui ou aqui

Com o sucesso da serie de Tv que voltou a tornar popular highlander (que durou de 1992 a 1998 e teve um spin off), era natural que o Highlander dos filmes (Connor MacLeod) encontrasse o Highlander da serie de tv (Duncan MacLeod), o filme tinha um potencial imenso de dar um novo ar para a franquia e os mitos de Highlander mais infelizmente acabou sendo uma decepção apesar de ser um filme mediano.

Os primeiros problemas do filme foram seus trailers e comerciais, onde mostram Connor e Duncan enfrentando Jacob Kell que é cortado no meio e vira dois (!), sem falar de cenas em que eles pulam de um portal para outro lugar (1) e outra em que Connor Joga sua espada nele mas Kell para ela no ar (!), apesar dessas cenas atiçarem o publico elas não fazem parte do filme e não aparecem em nenhum momento nele, deixando a maioria confusos do que se tratava o filme, nos últimos comerciais é revelado que Kell está recrutando um grupo de imortais que matam mesmo em solo sagrado indicando que não existem mais regras no jogo de duelos de imortais, o que deixou a maioria dos fãs com raiva, pois essas regras não são simplesmente regras de conduta ou honra, mas tem relação como como o despertar de um imortal pode ser absorvido (mais tarde os quadrinhos e livros tentaram concertar essa cagada).

A ideia dos dois imortais unidos mais uma vez (já que tinha se reunido no piloto da serie de tv), era excelente, mesmo a possível morte de Connor fazia sentido (Adrian Paul alem de mais novo que Christopher Lambert não aparenta a idade que tem e poderia continuar a franquia), mas sua execução foi terrivel, parecia que tinham requentado ideias da serie de tv, mas sem executar corretamente, a ideia de um grupo de imortais faria sentido com os quatro cavaleiros (que aparecem na serie), mas não faz sentido ter um grupo de imortais e até imortais muito poderosos como Jin Ke (interpretado pelo incrivel ator Donnie Yen), Jin Ke é completamente desperdiçado no filme, poderiam ter incrementado a plot dizendo que eles queriam destruir o mundo civilizado para governar ele depois como imortais, criando um vírus ou algo assim, sem falar que a plot dentro do filme de  um Watcher renegado ajudando Kell não faz o menor sentido, vendo o desprezo pela vida dos aliados que Kell possui, mas vamos para o filme em si.

O filme estreou em 1 de setembro de 2000 nos EUA, e foi até que bem esperado pelo publico americano, tendo diversas entrevistas na mídia sobre o retorno da franquia Highlander depois de quase 10 anos (o ultimo filme Highlander 3 saiu em 1994), o filme foi um completo fracasso de bilheteria custando 25 milhões e arrecadando no mundo todo apenas 15 milhões e sepultou de vez Highlander nos cinemas, mesmo assim a produtora ainda investiu em uma continuação que deceparia de vez a vida imortal da franquia Highlander com o desastroso Highlander 5 A Fonte (que iremos falar em outra postagem),  o filme foi produzido pela empresa Davis-Panzer Productions (a mesma da serie de tv) e teve na direção o diretor Doug Aarniokoski (que antes desse filme nunca tinha dirigido, apenas trabalhado como assistente de direção do filme de Jackie Chan O Medalhão e SpieKids para você ver o nível), apesar de ser produzido pela produtora da serie de TV eles não usaram nenhum dos roteiristas da serie, mas sim roteiristas desconhecidos para o filme.
(Cena do Trailer que não existe no filme)
As cenas de luta foram coreografadas por Adrian Paul e Donnie Yen, elas são de fato muito boas, sendo o ponto alto do filme, mesmo assim são incongruentes, como a cena do duelo entre Connor e Kell que mais parece que Connor não sabe lutar do que Kell ser superior a ele, o filme tem outras discrepancias quanto a cronologia de Highlander ele diz se passar 10 anos antes (o filme supostamente se passa em 2000) porem a serie de tv apesar de ter acabado em 1998, a ultima temporada se passou durante 2001, já que Duncan ficou 2 anos em solo sagrado se escondendo do demonio Arimah e voltou nos anos 2000 para enfrentar ele em 2001, apesar da saga Arimah ter sido desconsiderada mais tarde, até naquele momento ela ainda estava valendo, então seria impossível Duncan e Connor terem se encontrado naquele periodo, já que eles haviam se encontrado em 1992 em Seacouver e Duncan nunca mais tinha visto Connor desda 2 Guerra Mundial, o filme tenta deixar a entender que se passa em 1990, mas na verdade 10 anos atrás seria em 1992, mas se fosse só isso o problema do filme estaria tudo bem, tem muito mais discrepâncias no filme do que essas.

O Filme começa em 1990 ou 1992 em Nova York, mas somente na edição do DVD, já no filme essa cena inexiste, mas ela é fundamental pois introduz a Connor e Duncan, bem como sua amizade, uma maneira simples e eficaz que ficou de fora da edição do filme, em seguida a filha adotiva de Connor MacLeod chamada de Rachel morre por uma bomba colocada na casa de Connor por Jacob Kell, o que deixa Connor desolado, essa cena só existe na versão do DVD e foi completamente ignorada do filme, depois disso vemos um Connor MacLeod barbudo e preso suspenso sendo constantemente drogado viajando na maionese no Santuário, ele fica lembrando sobre seu passado, que se passa logo após ele se casar com Heather no ano de 1550, um grupo de pessoas quer matar Connor e avisam que a mãe dele vai ser queimada viva, em Highlander 1os pais adotivos de Connor não aparecem e é dito que eles morreram antes dele ter se tornado imortal em 1536, sendo ele criado por seu tio Angus MacLeod, sendo assim mais uma discrepância na cronologia, Connor então parte para resgatar sua mãe, honestamente Christopher Lambert está com uma cara mais velha do que nos filmes seguintes que ele fez, provando que a alem do roteiro a maquiagem do filme também é muito ruim, apesar disso as cenas na Escócia são muito bonitas, mostrando a beleza no local em que Connor MacLeod nasceu, até hoje este local é meio intocado pela civilização o que ajudou nas cenas.

Bom vamos ao filme,  quando ele encontra com sua mãe é subitamente atacado por homens armados que estão com o então padre Jacob Kell e o seu pai que também é um padre, eles querem queimar a mãe dele vivo, ele então resiste, mas é nocauteado, ele é colocado em uma prisão, ele em seguida testemunha sua mãe ser colocada para ser queimada viva e tenta fugir para libertar ela, ele pega uma barra de ferro solta e usa para matar seus captores e fugir, partindo para salvar sua mãe conseguindo pegar uma espada, porem sua mãe morre antes que ele possa libertar ela, no meio das lutas ele acaba matando o padre pai de Jacob Kell, que em seguida tenta atacar ele, porem Connor o mata, mais tarde ativando sua imortalidade, depois desse Flashback o grupo de Jacob Kell ataca o Santuário em busca de Connor MacLeod, mas o Santuário é administrado por Watchers muito bem armados, que facilmente conseguem deter os imortais, mas são mortos por Jacob Kell, ele em seguida começa a matar todos os imortais do Santuário mesmo estando em solo sagrado dizendo que "não se importa com as regras ou o premio".

Em seguida cortamos para Duncan MacLeod que está meditando e treinando quando sente uma perturbação da força, digo do despertar, essa é a primeira cena de Duncan MacLeod no filme do cinema, já que a cena da introdução como disse antes foi cortada e só aparece no DVD, Duncan então busca pelo imortal mais velho vivo Methos (que tinha uma cena que foi cortada no roteiro final, essa cena consistia em Connor procurando Methos para saber onde fica o Santuario, mais tarde na versão livro do filme ela foi acrescentada, Methos então diria que Connor o procurou para Duncan e em seguida contaria que ele está no Santuário, porem a cena foi modificada e Methos conta que Connor deve estar no Santuário para deixar de ficar no jogo dos imortais, já que tinha perdido todos que ele amava que eram mortais, em seguida cortamos a uma cena no Santuário, onde um grupo de Watchers está vendo a cena das mortes dos imortais e registrando, eles conversam sobre serem observadores (o que ainda é confuso para o publico leigo, já que a ordem secreta nunca apareceu nos filmes), existe uma cena que apenas passou em DVD após falar com Methos um telefone publico toca e ele atende (porque sim oras rs), ele fala com um Watcher que diz que Connor está no Santuário e é o mesmo da cena anterior, o que deixa claro sobre os observadores (mas foi cortada do filme e somente existe no DVD), em seguida Duncan pega um taxi e tem um flashback de 1712 quando reencontra com Connor MacLeod e estão salvando um grupo de pessoas de serem taxadas por criminosos, é a unica cena que os dois estão juntos como amigos se divertindo, eles então batem no mesmo ator que fez o Dentes de sabre no 1 filme de X-Men, depois desse Flashback Duncan encontra a Batcaverna digo Loft de Connor MacLeod que fica em Nova York toda queimada, porem o seu compartimento secreto ainda está intacto revelando sua sala secreta, Duncan pega uma das espadas e tem novamente outro Flashback provavelmente em 1630 quando Duncan estava terminando seu treinamento com Connor MacLeod, que é ensinado um movimento especial teoricamente invencível, depois desse Flashback ele encontra com o grupo de imortais de Kell que parece ser liderado pela imortal Kate que é explicado que foi sua esposa no passado (apesar de Duncan nunca ter sido casado, isso é inclusive dito na serie).
(Kell oferece sua cabeça a Connor, essa esteve no filme)
Os imortais então começam a atacar Duncan MacLeod, é uma cena muito bem coreografada de luta para compensar o roteiro meia boca, Duncan apesar de estar em desvantagem numérica consegue vencer todos os imortais, até que surge Jin Ke (interpretado por Donnie Yen) que enche Duncan de porrada em mais uma luta legal, até que Jacob Kell aparece e diz para pararem de lutar, porem um dos capangas imortais de Kell atiram em Duncan que cai do andar do prédio em cima de um pedaço de metal que atravessa seu corpo, Kell fica injuriado com o que seu capanga fez, eles vão tentar cortar a cabeça de Duncan, mas um grupo de Watchers tiram Duncan de lá e o levam para um local secreto, em seguida Jacob Kell corta a cabeça do capanga que atirou absorvendo o seu despertar.

Duncan acorda depois no Santuário onde um Watcher (o mesmo de todas as cenas com os Watchers) o prende, revelando que Jacob Kell é muito poderoso e está matando em solo sagrado usando seu grupo, o Watcher em seguida o droga para ele dormir, Duncan então tem mais um Flashback após morrer em uma batalha e ainda não saber que é imortal, ele encontra com Connor que revela a ele sobre sua imortalidade, é uma cena muito mal gravada, Duncan acorda e é resgatado por Joe Dawnson ( O Watcher da serie de tv, que nesse filme nem explicam nada sobre ele, o que deixa confuso para quem nunca viu a serie), Methos surge no carro onde eles partem para fugir da cidade, mas Duncan diz que deve deter Kell e encontrar Connor MacLeod, Methos devolve a Katana dele que os Watchers encontraram, é muito legal ter amigos nos Watchers eles guardam as suas coisas perdidas para você, porem quando Duncan insiste em atacar Kell e encontrar Connor, os dois (Methos e Joe) mostram para ele que Kell é o mais poderoso imortal do mundo até então, eles ligam um notebook e mostram as quantidades de cabeças cortadas de imortais por Connor (262 imortais) e Duncan (179 imortais), já Kell cortou a cabeça de 661 imortais, o que torna ele teoricamente imensamente mais poderoso que eles, apesar de Duncan já ter enfrentando imortais muito mais poderoso que ele como Grayson, Kalas ou até mesmo Kronos, sem falar que Methos pode ter cortado mais cabeças em sua vida que ele, Methos apenas fica lá caladão enquanto Joe explica a situação, ele poderia simplesmente dizer que esse cara é foda ou dizer que isso não importa, mas caramba fazer Methos ficar calado nessa cena é um pecado, apesar de tudo isso Duncan vai a um cemitério no Santuário onde os corpos dos imortais mortos por Kell lá foram enterrados a procura de Connor.

Duncan encontra Connor que aparentemente cortou o cabelo, fez a barba e arrumou uma roupa maneira para ele nesse meio tempo, sem falar que não faz sentido Connor ficar lá, Jacob Kell então aparece e diz que Connor é mal por ter matado um homem inocente, mas Duncan não quer acreditar (apesar dele não ser inocente e ter matado a mãe de Connor), Kell vence facilmente Connor MacLeod que estava em coma antes disso, então não está lá muito bom com uma espada, apesar disso Kell diz que ele vai matar a todos até que então ele matará Connor depois de ter visto ele sofrer e em seguida oferece sua cabeça a ele, mas Connot não o mata apesar de não ter mais regras no jogo e tudo mais, Kell então vai embora, ao invés de treinar ou bolar um plano |Connor decide ir embora de lá, Duncan então tem outro Flashback na festa de casamento dele, quando Connor apareceu dizendo que Kate é uma pré imortal e só uma morte violenta pode ativar a imortalidade dela, Duncan então deve decidir se ativa a imortalidade dela ou não.
(Connor e Duncan se encontram)
Nos dias atuais Duncan procura por Kate que virou uma estilista na tentativa deles se reconciliarem, ele então volta para o hotel onde ele está e Kate vai lá a noite, por algum motivo ela decide fazer sexo com Duncan que não parece se importar pelo fato dela está no time dos caras malignos que querem matar ele e seu melhor amigo, em seguida existe uma cena que foi deletada do filme (mais uma) onde Kell explica que encontrou ela como uma prostituta e a tornou o que é hoje, ele parece enciumado (talvez pelo fato dela ter feito sexo com Duncan), em seguida temos um flashback onde Duncan mata Kate de surpresa para ativar ela de sua imortalidade, Kate fica assustada quando volta a vida e deixa ele correndo, ao invés de ir atrás dela parece que Duncan deixou ela fugir, Kate volta para falar com Duncan que acabou de acordar e fala que a vida como imortal é uma merda, ela em seguida vai embora, ela em seguida conversa com Jin Ke sobre servir a Kell, talvez conspirando para matar Kell (uma pena que foi outra cena deletada da versão dos cinemas), mais tarde Kell reune sua turma para um jantar cozinhado por ele, então Kell puxa duas espadas, mas todo mundo parece não se incomodar com isso, Jin Ke tenta escapar para pegar a sua, mas ele é facilmente morto por Kell (estragando mais esse personagem), Kell em seguida mata todos os outros imortais que não reagem, aparentemente também mata Kate (mas essa cena não aparece), longe dali o Jedi digo imortal Duncan MacLeod sente a morte de todos eles, em seguida Kell absorve o despertar de todos eles, em seguida Duncan sente a presença de um imortal, ele vai atrás mas é Connor que agora está com um novo corte de cabelo maluco, eles conversam sobre a imortalidade ser uma merda, de ver as pessoas que amam morrendo, é um papo bem depressivo, ele do nada puxa sua espada contra Duncan dizendo que quer oferecer sua cabeça a ele, somente assim eles podem vencer Kell, pois é dito que no final só pode haver um, apesar de que agora não existem mais regras, então os dois juntos poderiam enfrentar Kell ou até pedir a ajuda ao Methos.

No final Connor usa seu movimento especial de maneira reversa assim cortando sua própria cabeça, Duncan então absorve o despertar de Connor ficando mais poderoso, em seguida Duncan começa a ter lembranças da vida de Connor, então Duncan começa a treinar para enfrentar Kell, eles se enfrentam em uma fabrica abandonada em uma cena muito mal editada, tão mal editada que no momento que estão lutando aquele Watcher que aparece em todas as cenas está apontando uma arma para eles durante o dia (porem a cena da luta é durante a noite), ele parece estar trabalhado para Jacob e vai atirar em Duncan, porem Joe aparece e atira nele com uma arma, essa cena foi mais tarde modificada no DVD para parecer que foi a noite e assim se encaixar com o resto da luta, no final da luta Duncan vai usar o movimento especial que Connor lhe ensinou para derrotar Kell, porem Kell criou um contra ataque, ele espanca Duncan e está prestes a ir embora dizendo que vai matar todos que ele alma, passando assim a maldição de Connor para Duncan, ele joga o colar de Kate como se ele tivesse matado ela, mas ai o rosto de Duncan se modifica em um cgi mal feito onde  no lugar de seu rosto vira o de Connor (ao que parece lembraram só agora que Connor tinha o poder da ilusão), Kell então fica assustado, o que permite que Duncan de um ataque contra ele e no final o derrote dando um pulo jedi e em seguida cortando sua cabeça, Duncan mata o cara malvado e absorve o despertar dele.
(Duncan absorvendo o despertar de Kell)
Ele vai então até o local onde Heather (a primeira esposa de Connor) está enterrada e ao que parece enterrou Connor com ela, já na versão dos cinemas isso não aparece, apenas um fundo azul claro que parece o céu, mas é um efeito inacabado, sendo esse o final do cinema, porem no DVD Duncan reencontra com Kate que está viva e os dois ficam juntos.

A edição desse filme é uma merda, a historia não fica muito atrás, com uma boa oportunidade de unir as franquias e passar a tocha para Duncan como o Highlander, porem do jeito que foi feito e com essa historia, que poderia ter mil razões para um imortal maligno ir atrás de Connor sozinho ou dar uma explicação melhor para o grupo de Kell, sem falar da cena da morte de Connor não fazer sentido nenhum e ser uma cena requentada (e muito mal) da serie de Tv quando Methos oferece sua cabeça a Duncan que se recusa, mas na serie não sabemos se Methos falava serio ou estava testando Duncan, tanto Jin Ke quanto Connor são desperdiçados nesse filme, existiam tantas possibilidades para essa historia, talvez usar Kell contra Connor e Duncan contra Jin Ke, em seguida Kell e Duncan enfraquecidos por ter absorvido o despertar lutam em uma luta final ou qualquer coisa menos o roteiro desse filme, esse filme sepultou Highlander nos cinemas, tanto que o filme Highlander 5 foi direto para o DVD e iremos falar sobre ele outro dia, Highlander 4 é mais uma continuação dispensável que tinha potencial para ser um bom filme, mas foi completamente destruído pelo diretor e roteirista.

Nota 4/10

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Highlander 2 Review

                                                    
Antes de mais nada você pode conferir esse filme por sua conta e risco, bem como saber mais sobre ele aqui e aqui

Por muitos esse é considerado o pior filme da franquia Highlander, mais tarde só rivalizado por Highlander 5 a Fonte, este filme quase matou a franquia Highlander e foi responsável pela criação do desenho animado que se passava em um futuro distópico.

Highlander 2 seria um bom filme se não fosse envolvido com a plot de Highlander, criando um cenário onde imortais são alienígenas, porem a historia de um futuro distópico onde o aquecimento global estava destruindo a Terra que está com a camada de ozônio completamente destruída, criando assim um campo de força para impedir a radiação solar o que acaba levando o mundo a um caos, poderia funcionar com em um filme, mas não em Highlander, pois o mistério sobrenatural dos imortais e do premio deles é justamente o que dá mais graça a serie, esses seres sobrenaturais viajando entre os seculos e vivendo nos dias modernos se matando em sua guerra pessoal, com seus dramas e humanidade é talvez o que seja o melhor de Highlander.

O Filme foi feito depois do enorme sucesso do 1 filme, porem como o final do 1 filme era algo bem definitivo ao invés de criarem um prequel ou fazerem um reboot da franquia decidiram por algo completamente diferente e reinventar o mito de Highlander o transformando em uma ficção cientifica, esse foi o maior erro dessa abordagem.
O Filme estreou em 1991 na Europa e em novembro daquele mesmo ano no resto do mundo, custando um total de 30 milhões de dólares e apesar de tudo conseguiu se pagar com a soma do dinheiro arrecadado no mundo todo, na época ainda não existia o mercado chines  como hoje, sendo que teve duras criticas tanto pelos críticos de cinema quanto pelos fãs por causa da sua historia, bem como as mudanças drásticas que fizeram com a mitologia de Highlander, bem como sua edição horrível, chegando a ficar na lista dos piores filmes de 1991, a mudança de deixarem de serem imortais para serem alienígenas do planeta Zeist foi a coisa mais odiada entre os fãs e os críticos, com ainda relatos de telespectadores deixando os cinemas antes do filme terminar devido as mudanças radicais feitas, o primeiro filme de Highlander não teve um grande sucesso nos EUA, mas somente na Europa arrecadando mais dinheiro nos EUA na sua versão home vídeo, porem nem isso o Highlander 2 conseguiu fazer, tamanho foi o ódio de sua existência, para economizar a produção eles decidiram filmar o filme Highlander 2 todo na Argentina, na época o dólar estava super valorizado em relação a moeda do país, o que dramaticamente diminuiu as despesas do filme, porem a industria de filmes do país era praticamente inexistente, sendo difícil encontrar pessoas capazes para produzir o filme, sendo assim tiveram que contratar pessoas dos EUA e da Inglaterra que tiveram que viajar para ajudar na produção do filme.

Porem o valor da moeda da argentina começou a flutuar aumentando durante a produção os custos dela, o que obrigou ela a criar maneiras de continuar no orçamento do filme, o que obrigou a mudanças no roteiro, deixando o filme com uma sensação de incompleto, Sean Connery acabou aceitando fazer o filme recebendo cerca de 3 milhões de dólares (10 por cento do valor total do filme), assim com Highlander 1 ele gravou toda suas cenas em uma semana, Michael Ironside interpretou o vilão do filme chamado General Katana (serio que nome tosco), mas ao contrario de Kurgan e os outros vilões da franquia Highlander não parecia representar uma ameaça, apesar dele ser um excelente ator, o seu vilão parecia completamente inofensivo contra Connor MacLeod, já Virginia Madsen fazia a espiã da resistência, a atriz era conhecida na época por estar em quase todos os filmes, apesar de ser uma boa atriz os seus papeis eram sempre inexpressivos mesmo para os padrões da época, bem como foram fracassos de bilheteria ou de critica, apesar de mais tarde o filme Duna que ela fez parte ter sido tornado um filme cult, apesar de ser considerado um dos piores da franquia vendeu bem no home vídeo e recebeu uma segunda edição do diretor ao qual toda a plot com alienígenas foi cortada, bem como adicionaram novos efeitos especiais, sendo na verdade muito difícil encontrar a versão original do filme hoje em dia (ainda bem), porem a primeira mudança da historia também não foi bem recebida pois dizia que eles tinham sido mandados para o futuro, porem uma segunda versão do diretor foi feita, que dizia que os inimigos eram imortais que tinha sido ficado de fora do encontro dos últimos imortais e Connor tinha ganhado apenas parte do premio.
No filme original Ramirez, Connor e outros criminosos do planeta Zeist são mandados por clérigos para o planeta Terra onde reincarnarão e viveram como mortais, até virarem imortais e terão que se matar pelo premio, onde decidirão se querem ser mortais novamente ou imortais para sempre, Connor vira o ultimo e decide ajudar a humanidade com todo o conhecimento acumulado, ajudando a criar um campo de força que impede a radiação solar, mas também deixa a Terra em completa escuridão, após uma rebelião o General Katana decide matar todos os criminosos isso inclui Connor MacLeod que fez uma rebelião no planeta, porem ele mata um dos soldados recuperando assim sua juventude, ele então consegue ressuscitar Ramirez e os dois parte em destruir o campo de força criado por eles que não precisa mais continuar funcionando e só existe por causa da ganancia de uma corporação, no meio dessa confusão o General Katana tenta dominar a Terra, mas acaba morto por Connor MacLeod que ao absorver o seu despertar destrói o campo de força.

Os efeitos especiais são feitos pela Stargate estúdios que continua sendo uma maiores empresas de efeitos visuais até hoje, porem no filme os efeitos foram inconsistentes devido as oscilações do orçamento do filme, o campo de força era originalmente azul, mas por algum motivo bizarro se tornou vermelho, o que não combinava com diversas cenas do filme, na segunda versão do filme isso foi concertado e o campo de força ficou azul, o que combinou com todas as cenas do filme onde ele aparece, bem como foram melhorados todos os efeitos especiais, apesar desses defeitos a trilha sonora continua maravilhosa e uma das melhores da franquia feita por diversos músicos, em especial One Dream musica tema do filme, porem em diversas partes do filme eles reutilizaram a trilha sonora do 1 filme, a unica cena boa do filme é quando mostram a sala de Connor MacLeod onde estão todos os artefatos que ele colecionou durante sua longa vida e por um tempo você se sente em um filme de Highlander (por pouco tempo é claro), mas Highlander 2 é de longe o pior filme da franquia que somente conseguiu um rival com Highlander 5 (que vamos fazer um review mais para frente), sendo assim Highlander 2 é um filme dispensável para a Franquia podendo ser simplesmente ignorado pelos fãs e fingir que nunca existiu, fica difícil de imaginar que serviu de inspiração para o desenho animado que saiu durante os anos 90 e ganhou até um jogo.

Nota 2/10

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Highlander 3 Review

                                                 
(Primeiro nome dado ao filme, que originalmente se chama A Dimensão Final, mas depois recebeu o nome de O Feiticeiro)
Antes de mais nada você pode conferir um pouco sobre os personagens do filme ou baixar ele aqui e aqui
Em dezembro de 1994 o filme saiu nos cinemas europeus e em 1995 no resto do mundo, na versão americana ele ganhou o titulo de Final Dimension, mas na versão Europeia e Japonesa ele ganhou o titulo de O Feiticeiro, já na versão Francesa ele ganhou o titulo de O Conflito Final,  apenas na versão VHS ele recebeu o nome de Highlander 3: O Feiticeiro o que indicava que era mais um filme da franquia, ao contrario do que foi aos cinemas como o filme final da franquia Highlander.

O Filme custou 26 milhões de dólares e arrecadou de volta nos EUA 26 milhões de volta e mais 30 milhões no resto do mundo, na época não havia ainda a força do mercado chines, mas mesmo assim foi considerado um fracasso de bilheteria, o que sepultou por anos a franquia Highlander nos cinemas, dando mais força ainda para a serie de Tv que já passava desde 1992 e na época era um sucesso de audiência e critica.

 Com Highlander 2 sendo uma completa bagunça e um fracasso de critica e bilheteria, já Highlander 3 teve um sucesso mediano, mas foi considerado uma copia do 1 filme, recebendo criticas negativas e como eu disse anteriormente sepultando a franquia, dando mais valor a serie de TV, apesar disso o filme assim como o 1 faz parte da cronologia de Highlander, apenas tendo como diferença que Connor não se tornou o ultimo na cronologia, mas tanto Nakano quanto Kane tem diversas historias conectado Nakano com Masamu e Ramirez, bem como conectando Kane com Kurgan mostrando que os dois serviram juntos no exercito mongol e foram amigos (se é que Kurgan era capaz de ter amigos).
                                                Resultado de imagem para Highlander 3
                (Capa final para o VHS de Highlander 3, posteriormente usada no DVD)
Para economizar dinheiro a maior parte do filme foi filmada no Canadá, tendo algumas cenas finais gravadas na Escócia e Marrocos, tendo algumas poucas cenas filmadas em Nova York, porem existem erros de continuidade nessas cenas, contribuição da equipe americana que na época gravou quase que forçadamente elas pelo estúdio, um dos exemplos é que quando Connor MacLeod caminha nas ruas elas estão sem neve, mas depois elas estão com neve, indicado que foi gravado em um período diferente na cidade.

Christopher Lambert quase não gravou o filme, ele estava muito decepcionado com Highlander 2, então exigiu mais salario e controle criativo sobre o filme, foi ideia dele trazer o diretor Andy Morahan conhecido por seus vídeo clips feitos para as musicas de Micheal Jackson, Guns and roses e Elton John, sem falar que ele tinha ganhado diversos prêmios por esses clips, então na época ele era bem respeitado, Lambert fez isso acreditando que poderia emular a direção do diretor do 1 filme de Highlander que também era conhecido por fazer vídeo clips na época, sem falar que Lambert tinha acabado de filmar Gunmen (1993) que tinha como protagonista ao lado dele o ator Mario Van Peebles, a qual ele escolheu para ser o vilão Kane, na época o ator estava em ascensão fazendo filmes que estavam se saindo bons de bilheteria e critica, sendo visto como uma boa escolha para interpretar o vilão do filme pelo estúdio,  já Deborah Unger que interpreta a Dra Alexandra já era uma atriz em ascensão e continua fazendo diversos filmes como Crash, The Game e Payback, bem como os filmes da serie Silent Hill, o filme é bem redondo, com poucos personagens e focando na historia entre Connor MacLeod e Kane, mas contribuindo na mitologia adicionando poderes desconhecidos que poderiam ser aprendidos ou aumentados caso tivesse a cabeça da pessoa que os estudou depois de ter um treinamento.

Lambert na época tinha uma carreira bem sucedida nos cinemas americanos, tanto de bilheteria quanto de critica, até em seus filmes bs como a Fortaleza que fez um tremendo sucesso de critica e bilheteria na época que saiu, sem falar que antes desse filme tinha feito participações em filmes europeus bem como no piloto da serie Highlander que foi projetada para ele, mas foi ideia dele apresentar um novo protagonista que no passado foi aprendiz de Connor MacLeod, indicando Adrian Paul que na época estava em ascensão após sua participação no filme poção do amor e quase foi o protagonista de Maquina Mortifera no lugar de Mel Gibson, na época Adrian Paul já era conhecido por suas habilidades marciais e de espadachim no estilo japonês de esgrima, Lambert quase adicionou elementos da serie (como uma participação de Duncan MacLeod e dos Watchers) no filme, mas o estúdio queria fazer algo separado da serie de tv, como acontecia com os filmes de Jornada nas Estrelas na época.

Lambert possui problemas de visão, por isso quando ele olha para as pessoas sempre esforça sua visão, o que deu a ele ironicamente seu olhar profundo marcante em todos seus papeis e até o fez ser considerado um astro de ação e galã na Europa, fazendo até hoje participações em filmes europeus, a historia é simples Kane no passado queria a cabeça de Nakano pois tinha treinado com ele e sabia que ele dominava o poder da ilusão e metamorfose ao que parece, porem Nakano também treinou Ramirez que contou sua existência para Connor MacLeod, após a morte de sua esposa mortal, Connor decidiu treinar com Nakano aprendendo sobre a arte da ilusão, porem Kane chegou lá no final de seu treinamento e matou Nakano, porem a caverna onde estavam soterrou Kane e seus dois imortais capangas, Kane acordou 400 anos depois e foi caçar Connor pelo premio, matando um de seus capangas e mandando o outro encontrar Connor, porem Connor matou esse capanga, no meio da confusão a Dra Alexandra estudiosa de Nakano acaba descobrindo sobre a existência dos imortais e mais tarde ajudando Connor a reconstruir sua Katana destruída por Kane durante a luta dos dois em solo sagrado, uma coisa interessante nesse filme é que mostra que os imortais realmente não podem batalhar lá, pois pode acontecer alguma coisa ruim para os dois, Kane inicialmente ia matar Connor no solo sagrado, mas após perceber o perigo decide que vai respeitar a regra do solo sagrado, coisa que foi completamente ignorada em Highlander 4, no final Connor pega a cabeça de Kane e com ela seu despertar, supostamente ganhando o poder da Ilusão e metamorfose, o filme também acrescenta o fato de que o metal encontrado por Nakano ou criado por ele é virtualmente indestrutível, então quando Connor reforjou sua Katana masamune com esse metal ela se tornou virtualmente indestrutível e capaz de destruir outras espadas.
                  (O vilão Kane contra Connor MacLeod)
Uma versão remasterizada com novos efeitos e diálogos foi lançada em DVD, onde mostra que Kane chegou a Nova York após "sentir" Connor Macleod usando seus poderes e se "teleporta" para lá, usando efeitos semelhantes ao filme Time Cop 1, bem como um novo efeito quando Kane rouba os óculos de um criminoso usando seus poderes, bem como criam um novo Quickening no final quando Connor MacLeod absorve o despertar de Kane, modernizando muito dos efeitos datados da época que foi lançado, os efeitos originais e os melhorados foram feitos por Brian Johnson responsável pela franquia Aliens, uma das maiores criticas sobre o poder de metamorfose foi que apesar de ser um poder novo e útil foi mal usado pelo vilão, que poderia ter criado diversas e interessantes cenas de luta para o filme, a trilha sonora foi composta por J. Peter Robinson que fez uma bela trilha sonora, mas longe do nível do primeiro filme feito pelo Queen.

Para muitos críticos e fãs o problema de Highlander 3 é que apesar de apresentar algo novo com os poderes de Kane apenas recicla a historia do Highlander original apesar de ser bem melhor que Highlander 2, fazendo com que o telespectador se sinta dentro de um remake e não um filme original, já que os personagens passam por praticamente as mesmas situações e tem as mesmas motivações que suas contra partes do filme original, o único ponto que o filme contribui positivamente é expandir no passado de Connor, mostrando um amor perdido e todo o arco com Nakano que foi mais tarde aproveitado na mitologia de Highlander, a direção do filme também é muito boa, bem como Kane como vilão, sem falar que Christopher Lambert sempre tem uma boa atuação, mesmo nos seus filmes bs,  mas o problema é o roteiro que torna tudo desse filme uma sombra do filme original, tornando Highlander 3 um filme bem esquecível se comparar com a serie de tv Highlander, bem como o desenho animado que estava saindo na época que era no futuro e fazia com que a mitologia de Highlander perdesse muito de seu sentido, que foi recuperado graças a serie de TV que durou de 1992 a 1998, infelizmente o 4 filme (que iremos falar mais tarde) não contribuiu em nada para  a mitologia do filme e seguiu pelo desastroso 5 filme que sepultou de vez a franquia enterrando os dois jogos de video games programados para sair, mas graças ao sucesso e popularidade do Anime que se seguiu Highlander ainda conseguiu respirar um futuro com a promessa de um filme reboot da franquia, apesar disso tudo é uma continuação digna do clássico dos anos 80 Highlander 1, ainda servindo para ignorar toda aquela insanidade tosca que foi Highlander 2, sendo assim ainda um filme recomendável para se ver, especialmente no lugar de Highlander 2.

Nota 6/10